sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Bissexualidade



Não sei!!... não sei o que responder a uma pergunta destas... a meu ver acho que depende muito de pessoa para pessoa e de relacionamento para relacionamento, isto falando da relação hetero actual.
Mas mesmo assim me questiono... e a meu ver acho que passou a ser "moda" ser-se bissexual.. talvez um pouco imposta pela TV pelas variadas séries que abordam o tema... pela sinceridade de algumas personalidades que resolveram se revelar... quem é que não se lembra do beijo da Madonna e da Britney? O certo é que de repente passou a ser moda ser-se bissexual.. e isso eu noto principalmente nos adolescentes, que ainda são uns quantos que eu conheço que me dizem " não tenho ainda a minha sexualidade definida".
E também a meu ver a internet veio espicaçar um pouco mais esse desabrochar para a bissexualidade... quantos blogs é que nós não encontramos com confidências e experiências sobre o assunto... que apimentam e aguçam a curiosidade para tantos...
Mas uma coisa é certa.. é mais fácil falar de bissexualidade feminina do que masculina... porque macho que é macho já alguma vez admitiria tal coisa... a não ser nos "ditos" blogs... ehehhe
Mas já estou como me disse a Moranga... isto era um tema para uma temporada!!
Beijos e Boas Vibrações ;)
PS: acho que a este post podíamos chamar antes... devaneios da Champanhe :)

10 comentários:

Moranga disse...

E curiosidade, tens???

Não sei se é moda ou não... Talvez seja um reflexo da evolução dos tempos... Um reflexo dum mundo mais livre para viver os prazeres sexuais...

Curiosidade confesso que tenho, acho que deve ser mais uma forma de ter/dar prazer...

Se algum dia vou satisfazer a minha curiosidade?
Não sei... Mas não costumo dizer NUNCA a nada.

:)

E mais uma vez isto dava boas horas de "debate"

Bjos e boas vibrações.

Champanhe disse...

ó se dava... horas e horas...

acho que toda a mulher deve ter sempre uma pontinha de curiosidade pode é não admiti-la... mas não a deixa de a ter... e quando ainda por cima há o mito... e digo mito por já me terem elucidado sobre a questão... de que não há melhor sexo oral do que aquele feito por uma mulher a outra mulher, pois a mulher conhece melhor os genitais femininos que o homem.... não tem nada a haver. Segundo o que me contaram da sua experiência, que lá por ser uma mulher a fazer não quer dizer que tenha jeito para a coisa...

Diácono Sem Remédios disse...

Ora bem, vejamos esta depravação com olhos de ver.
Já não vinha aqui há muito tempo, e antes nunca viesse que bem melhor me sentiria, mas não! Sou um eterno crédulo e pensei que se calhar a Champagne já se tornara uma senhora decente e afinal, pasme-se mundo. Continua a mesma depravação viciosa de que, não só a menina como também as viciosas depravadas suas comentadoras, fazem empenho de mostrar ao mundo envergonhado, aquilo que são.
Com que então agora, e como se já não bastasse as perversões até aqui confessadas, a dona disto e as viciosas comentadoras deram, ou melhor, confessam abertamente e sem pejo nenhum, que são fufas assumidas, hem?.
Mas vocês nunca mais criam vergonha e decência nas vossas ocas cabecinhas, Não?
Que diriam os vossos papás, coitados, que tanto se esfalfaram para vos criar dentro dos conceitos da pura virtuosidade e na fé Cristã que repudia esses vicíos, se agora vos vissem assim como confessa, lésbicas assumidas, e mais! Muito felizes e orgulhosas com o estatuto adquirido. Francamente.
E depois, acham que vão ser felizes assim vivendo na devassidão? Na depravação? e os vossos maridos? Não pensam neles, não? E os vossos filhinhos, coitadinhos dos inocentinhos que vão sofrer tantos desgostos por saberem que as mamãs são fufas.
Acham bem? Não têm remorsos na consciência?
Agora que já vos mostrei o caminho da decência, pensem melhor e deixem lá essas vergonhosas perversões de lésbianismo e voltem a ser boas e decentes meninas como nosso Senhor gosta e aprova.
Inté, e portem-se bem

A Minha Essência disse...

Humm... essencialmente depende do instinto de cada um. Entendo o que queres dizer com "modas", mas essas modas são actos físicos nas quais ou tens queda ou não! Não é a mesma coisa da moda das tatuagens ou piercings ou uma tendência de roupa/sapato. Aqui falamos de experiências trocadas. Falamos de entrega e isso para ser contínuo ou se tem instinto ou não. Eu até acredito que possa existir curiosidade em algumas pessoas, mas assim que experimentam lhes dá o click para continuar ou recuar. (Atenção! Não sou contra quem experimente quando essa curioidade lhes invade a mente! Afinal, morrer com dúvidas é que é uma burrice!!) Até porque manter uma relação íntima não é a mesma coisa que trocar de roupa ou de brincos! ;)

Bons devaneios! ;)

Moranga disse...

Diácono sem remédios,

Após a leitura minuciosa do comentário, devo dizer que anda um pouco desatento nas suas leituras...
A Champanhe não é a única autora deste blogue e os únicos comentários aqui deixados são o seu, o meu (que também sou autora e não "comentadora") e o dela. Isto foi só um pequeno à parte para não confundir e muito menos ofender os comentadores/seguidores deste blog uma vez que esse tipo de comportamento não é digno de uma pessoa devota e religiosa.
Difamação também é uma coisa feia, e ninguém por aqui assumiu-se como lésbica e mesmo que o tivesse feito estaria em pleno direito de o fazer...
Mas agradeço o facto de nos mostrar o caminho da decência porque nós realmente andávamos perdidas neste mundo...
É muito melhor viver de acordo com as "leis" religiosas em que o machismo impera, em que famílias vivem na hipocrisia, em que os tais maridos de que tanto fala são uns traidores (uma vez que em casa não PODEM ter o que desejam, vão à procura na rua...).
É de facto muito melhor não usar preservativos e propagarem-se doenças...
É sem dúvida muito melhor viver num mundo reprimido e cheio de falsos moralismos...

Obrigada por nos ajudar a ver o caminho certo mas creio que para a nossa absolvição ser total teremos que ser castigadas...
Quiça ficar de joelhos...
Quiça ser chicoteada...
Hum???
Acho que é essa a parte que mais gostas não?? A parte das penitencias, dos castigos...
Excitante não??

Moranga disse...

Bem... ao que parece a Essência estava a comentar ao mesmo tempo que eu...
Isto porque no meu comentário anterior não mencionei o comentário dela. De qualquer forma, não altera em nada o que eu disse porque ela também não mencionou/assumiu ser FUFA!!

Bjos e boas vibrações para todos.

Diácono Sem Remédios disse...

Pois nem reperei nisso porque a depravação que vi aqui fez-me perder quaisquer discernimento para o resto.
E a sua resposta leva-me aonde, hem? Pois, nem mais! à confirmação dos meus piores receios.
Com que então serem fufas, assim meio dissimuladas não vos chegava e criaram um clube para poderem mostrar ao mundo incrédulo a vossa devassidão. Isto está bonito, está.
Não sei mesmo o que mais pode acontecer neste mundo de devassidão e perversão feminina em que os bons custumes foram à vida.
E como se já não bastasse o serem lésbicas assumidas, ainda aumentam de forma desmedida, a vossa perversão com penitências corporais infligindo-se mutuamente as vergastadas nos vossos delicados corpos.
Não vêem que mancham as vossas aveludadas peles, doces meninas? Depois ficam com vergões roxos pelos esculturais corpinhos e isso é muito feio.
Daqui a nada vão dizer que também não é mal nenhum e dá muito prazer, uma coleira de cadelinha e serem passeadas pelas suas donas. Estou mesmo a ver que sim, que vão dizer que a submissão é muito excitante e não custa nada experimentar. Vão? Estou mesmo a ver que sim.
E para se desculparem, quer dizer, para quererem enganar as pessoas decentes e cumpridoras das mais belas virtudes, apresentam argumentos descabidos e sem fundamento algum, tipo é tudo culpa dos maridos que são uns patifes sem sensibilidade alguma, que não atendem as vossas necessidades, que só pensam em copos, futebol e sexo selvagem e que se estão marimbando para as vossas belas almas sensíveis, e coiso e tal e por isso vão procurar fora o que não têm em casa.
São mesmo mentirosas e os desgraçados maridos, vítimas inocentes da vossa devassidão, são o bode expiatório para vocês se deleitarem nos doces e indeléveis prazeres lésbicos. Falsas!
Mas ainda bem que falou nisso porque assim, eu que ainda não sou marido, mas tenho namorada, aprendi e portanto agora que fui bem-elucidado não vou proceder como esses maridos culpados e, sim senhor! Vou compreender muito bem a sensibilidade da essência feminina e vou num ápice dizer a minha namorada que sim, que sim senhor, que a compreendo e que não quero ser um marido machista como a maioria e portanto que ela pode... pode? Não! Que ela deve, assim é que está bem. Portanto que ela deve seguir a sua sensibilidade e, de vez em quando, assumir o seu lesbianisno à vontade e que para melhor se sentir e ter a certeza de que sou verdadeiro, quando sentir essa curiosidade que traga a amiga para o nosso quarto que eu, para além de permitir, ainda a ajudo nesses pequenos pormenores, que, claro, a sua ingenuidade não lhe permitem conhecer muito bem, e é por isso que eu assisto, ajudo e oriento
Muito obrigado pela dica, e como os bons propósitos, mais do que sugeridos devem ser seguidos, vou, mais rapidamente que o lobo a salivar ao capuchinho, falar já com ela.
Bons desvaneios para todas, que os meus seguramente não serão menores.
Inté e já que pedir-lhes para se portarem bem, pelos vistos é pregar no deserto; ao menos que se portem...mais ou menos.
Hehe

Diácono Sem Remédios disse...

Pois nem reperei nisso porque a depravação que vi aqui fez-me perder quaisquer discernimento para o resto.
E a sua resposta leva-me aonde, hem? Pois, nem mais! à confirmação dos meus piores receios.
Com que então serem fufas, assim meio dissimuladas não vos chegava e criaram um clube para poderem mostrar ao mundo incrédulo a vossa devassidão. Isto está bonito, está.
Não sei mesmo o que mais pode acontecer neste mundo de devassidão e perversão feminina em que os bons custumes foram à vida.
E como se já não bastasse o serem lésbicas assumidas, ainda aumentam de forma desmedida, a vossa perversão com penitências corporais infligindo-se mutuamente as vergastadas nos vossos delicados corpos.
Não vêem que mancham as vossas aveludadas peles, doces meninas? Depois ficam com vergões roxos pelos esculturais corpinhos e isso é muito feio.
Daqui a nada vão dizer que também não é mal nenhum e dá muito prazer, uma coleira de cadelinha e serem passeadas pelas suas donas. Estou mesmo a ver que sim, que vão dizer que a submissão é muito excitante e não custa nada experimentar. Vão? Estou mesmo a ver que sim.
E para se desculparem, quer dizer, para quererem enganar as pessoas decentes e cumpridoras das mais belas virtudes, apresentam argumentos descabidos e sem fundamento algum, tipo é tudo culpa dos maridos que são uns patifes sem sensibilidade alguma, que não atendem as vossas necessidades, que só pensam em copos, futebol e sexo selvagem e que se estão marimbando para as vossas belas almas sensíveis, e coiso e tal e por isso vão procurar fora o que não têm em casa.
São mesmo mentirosas e os desgraçados maridos, vítimas inocentes da vossa devassidão, são o bode expiatório para vocês se deleitarem nos doces e indeléveis prazeres lésbicos. Falsas!
Mas ainda bem que falou nisso porque assim, eu que ainda não sou marido, mas tenho namorada, aprendi e portanto agora que fui bem-elucidado não vou proceder como esses maridos culpados e, sim senhor! Vou compreender muito bem a sensibilidade da essência feminina e vou num ápice dizer a minha namorada que sim, que sim senhor, que a compreendo e que não quero ser um marido machista como a maioria e portanto que ela pode... pode? Não! Que ela deve, assim é que está bem. Portanto que ela deve seguir a sua sensibilidade e, de vez em quando, assumir o seu lesbianisno à vontade e que para melhor se sentir e ter a certeza de que sou verdadeiro, quando sentir essa curiosidade que traga a amiga para o nosso quarto que eu, para além de permitir, ainda a ajudo nesses pequenos pormenores, que, claro, a sua ingenuidade não lhe permitem conhecer muito bem, e é por isso que eu assisto, ajudo e oriento
Muito obrigado pela dica, e como os bons propósitos, mais do que sugeridos devem ser seguidos, vou, mais rapidamente que o lobo a salivar ao capuchinho, falar já com ela.
Bons desvaneios para todas, que os meus seguramente não serão menores.
Inté e já que pedir-lhes para se portarem bem, pelos vistos é pregar no deserto; ao menos que se portem...mais ou menos.
Hehe

pink poison disse...

Já namorei com um bissexual. Admito que não era fácil v~e-lo ter um fraquinho pelo melhor amigo (que eu achava lindo como tudo), o sexo era fantástico mas não suportava as suas desculpas para ver o amigo todos os dias e elogiálo e, aderir aos mesmos desporto, inclusivè.
Eu? Não sou bossexual mas gosto, ocasionalmente de estar com mulheres mas nunca apenaas só com uma mulher, o casal...

pink poison disse...

Já namorei com um bissexual. Admito que não era fácil v~e-lo ter um fraquinho pelo melhor amigo (que eu achava lindo como tudo), o sexo era fantástico mas não suportava as suas desculpas para ver o amigo todos os dias e elogiálo e, aderir aos mesmos desporto, inclusivè.
Eu? Não sou bossexual mas gosto, ocasionalmente de estar com mulheres mas nunca apenaas só com uma mulher, o casal...